25 Curiosidades sobre Insetos

Os insetos são tão antigos quanto os dinossauros. Existem fósseis de insetos com mais de 300 milhões de anos.

Um dos fósseis mais antigos é o de uma libélula gigante, justamente com 300 milhões de anos.

Os insetos representam 50% de todos os seres vivos do planeta e 90% de todos os animais.

Os especialistas estimam entre 5 e 30 milhões o número de espécies de insetos. Por enquanto, apenas 1 milhão foi catalogada pela ciência.

Mas quantos insetos existem no mundo? Os cientistas não sabem – e provavelmente jamais saberão –, mas arriscam a estimativa de 10 quintilhões de indivíduos.

Para se ter uma ideia da variedade de insetos, só de besouros existem 300 000 espécies e de mariposas e borboletas, 200 000.

Acredite se quiser, mas existe em torno de 165 milhões de insetos para cada ser humano.

Uma em cada 17 mortes de seres humanos é provocada por insetos. As pessoas morrem por veneno ou por doenças transmitidas pelos bichinhos.

O inseto que mais mata pessoas – e é o animal mais perigoso do mundo – é o mosquito. Ele transmite doenças como malária, febre amarela, febre do Nilo e dengue.

A doença transmitida por insetos que provoca o maior número de vítimas fatais é a malária, com 2 milhões de mortes por ano.

Todos os anos, 8 milhões de pessoas ficam cegas em virtude do tracoma, uma doença oftalmológica transmitida por insetos.

O maior inseto do mundo é o Titanus giganteus, um besouro que vive na Amazônia. Um Titanus pode medir 17 centímetros.

O menor é a mosquinha Megaphragma caribea, com diminutos 0,17 milímetros.

O inseto que voa mais rápido é o gafanhoto-do-deserto, que atinge velocidade de até 33 quilômetros por hora.

O que viveu mais foi uma rainha da espécie formiga-preta-do-jardim, que chegou a quase 29 anos de idade.

Cada olho da libélula tem 30 mil lentes.

Aranhas, ácaros, tatuzinhos e centopeias não são insetos. Aranhas e ácaros são aracnídeos, tatuzinhos são crustáceos e centopeias são quilópodes.

Das 5 mil espécies de baratas conhecidas, apenas 1% são consideradas pragas urbanas.

A espécie de barata mais comum no Brasil é a Periplaneta americana (ou barata americana). O curioso é que, apesar do nome, ela tem origem africana.

A audição da barata é tão sensível que ela é capaz de detectar a aproximação de outra barata, bem como pequenos tremores de terra (algo como 0,007 graus na escala Richter).

Baratas podem se arrastar dezenas de metros mesmo com as vísceras expostas depois de uma chinelada. E se uma pata for arrancada, ela pode recuperá-la em poucos dias.

O Brasil é um dos países com maior número de espécies de formigas: 2 000.

Uma única colônia de formigas – ou formigueiro – pode conter até 100 000 membros.

Uma das formigas mais conhecidas dos brasileiros é a saúva. Elas cortam pedaços de folhas e levam-nas para o formigueiro, onde esperam que acumulem um determinado tipo de fungo que lhe serve de alimento.

Os insetos estão há muito mais tempo do que nós na Terra. Aliás, há bem mais tempo até que os dinossauros, já que surgiram neste mundo há aproximadamente 400 milhões de anos, de acordo com o fóssil de inseto mais antigo encontrado. Os grandes répteis, estima-se, iniciaram sua passagem por este planeta 170 milhões de anos depois dos pequenos invertebrados, que são apontados como os primeiros seres vivos a começar a transição dos oceanos para a terra.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

www.000webhost.com